SIGA O EM

Flamengo volta atrás e suspende demissão de Bruno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/07/2010 07:46 / atualizado em 20/07/2010 09:39

Gazeta Esportiva

ANDRE MOURAO/AGIF/AE
O Flamengo decidiu que não irá mais demitir por justa causa o goleiro Bruno, como estava sendo cogitado e chegou a ser comentado pela presidente do clube, Patrícia Amorim. Na noite da última segunda-feira, houve uma reunião da cúpula do clube carioca, quando ficou decidido que a demissão não é a melhor decisão a ser tomada.

A justa causa seria dada por causa do suposto envolvimento de Bruno, que está sendo mantido preso, no caso do assassinato de sua ex-amante, Eliza Samudio. O goleiro tem sido apontado como principal suspeito e mandante do crime. A presidente do clube, inclusive, não estava presente na reunião, já que está passando férias com a família nos Estados Unidos. O presidente em exercício é, então, Hélio Ferraz, que foi quem confirmou a decisão.

"Decidimos recuar para evitar maiores problemas. Até segunda ordem, não vamos demitir o Bruno por justa causa", disse o presidente, em uma entrevista ao jornal carioca Extra.

O jornal publicou, ainda, que um jogador do elenco flamenguista reclamou da postura que estava sendo adotada pela diretoria do clube. "Ninguém falou que o Flamengo deve dinheiro ao Bruno. Deve uma grana boa, talvez por isto também tenham pensado duas vezes antes de tomar as decisões", declarou o atleta, que não foi identificado.