Marchinhas ditam o fim da folia em Tiradentes

Funk e axé foram atropelados por canções tradicionais de carnaval

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 410679, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/02/22/279405/20120222100341281910u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}, {'id_foto': 410680, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Com fantasias luxuosas, foli\xf5es acompanharam 22 grupos carnavalescos em Tiradentes, numa agita\xe7\xe3o que avan\xe7ou pela madrugada \n', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/02/22/279405/20120222100436729765o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 22/02/2012 09:45 / atualizado em 22/02/2012 10:53

Glória Tupinambás /

Divulgação

 

Nas ruas e ladeiras da histórica cidade do Campo das Vertentes, Ai, se eu te pego e outros sucessos do axé e do funk foram atropelados pelo ritmo da Cabeleira do Zezé, Mamãe, eu quero e Jardineira. Pelos quatro cantos do charmoso município, blocos caricatos arrastam foliões com fantasias luxuosas ou simples abadás, sempre ao som de antigas marchinhas, velhos sambas-enredos e muito ziriguidum das baterias. O mesmo ocorre em São João del-Rei, onde blocos também comandam a folia no Centro Histórico e bairros.

O Largo das Forras, em Tiradentes, é o ponto de encontro dos 22 grupos carnavalescos da cidade, que no carnaval reúne cerca de 15 mil visitantes. Depois de longas e animadas concentrações em vários pontos de Tiradentes, os blocos marcham até a praça, onde a festa segue em ritmo contagiante, sob a sombra dos frondosos fícus que enfeitam o largo. À noite, um palco na praça abre espaço para sucessos carnavalescos mais recentes, com shows para jovens, mas nada que lembre as micaretas ou espante o clima familiar da folia na cidade.

Uma das atrações carnavalescas de Tiradentes é o bloco Palhaçada. Com apenas três anos, o grupo já é considerado um sucesso. Um pequeno carro alegórico, enfeitado com balões coloridos e bonecos vestidos de palhaços, percorre a cidade anunciando que o circo chegou. E, atrás dele, mais de mil foliões desfilam da Praça das Mercês até o Largo das Forras. No percurso, chamam a atenção fantasias primorosas e a empolgação dos foliões.

É o caso das amigas Roseli Gomes, de 48 anos, a Nega, e Telma Resende, de 48. “Este bloco tem um astral bacana e uma beleza incomparável”, diz Nega. Para Telma, da vizinha São João del-Rei, a Palhaçada ressuscita o charme dos antigos carnavais. “Curtimos uma festa de paz, sem tumultos e confusões. Aqui estamos entre amigos.” O clima familiar atrai casais como Otávio e Rafaela Marchi, que aproveitaram a festa com a pequena sobrinha Zara Nassif, de 1 ano e dois meses. “As crianças ficam encantadas com os palhaços”, resume Otávio.

A responsável por tanto sucesso e irreverência é a incansável Leonor Gomes. Do alto de seus 72 anos, ela comemora a adesão ao bloco, que nasceu de uma reunião de amigos. “Por que Palhaçada? Porque é sinônimo de felicidade, de fantasia, de risada”, diz Leonor, já emendando o refrão “quanto riso, oh, quanta alegria, mais de mil palhaços no salão”, da música Máscara Negra, de Zé Keti e Pereira Matos.

BATERIAS
Outro sucesso do carnaval de Tiradentes é o bloco Mamãe, eu Quero, que participou ontem do encerramento da festa, com um empolgado desfile do Bairro Cascalho até o Largo das Forras. Já no fim da tarde, o Unidos da Ponte arrastou foliões pelo Centro Histórico, seguido pelo Roma foi Pouco. Mas os amantes da farra com ares de carnaval de antigamente foram mesmo ao delírio com o desfile do grupo Beatões da Santíssima, que reuniu mais de mil pessoas desde a concentração, na Praça do Santuário da Santíssima Trindade até o Largo das Forras. A bateria do bloco, num clima de irreverência, entoou a mesma batida – exaustivamente – durante mais de duas horas de festa.

Divulgação

Enquanto isso...

…Atrás da Maria-Fumaça

 

O apito da maria-fumaça convida a um passeio pela história e pelo passado de Minas. Em Tiradentes, o passeio é uma das principais atrações turísticas em qualquer época do ano. Neste carnaval, foliões aproveitaram os dias de descanso para, longe dos tamborins e blocos caricatos, curtir a viagem de cerca de uma hora até São João del-Rei. O trem funciona às sextas-feiras, sábados, domingos e feriados, com bilhetes a R$ 40, ida e volta, ou R$ 25, apenas um trecho. Na sexta e no sábado, a maria-fumaça parte às 10h e às 15h, de São João del-Rei, e às 13h e às 17h, de Tiradentes. Aos domingos e feriados, às 10h e às 13h de São João, e às 11h e às 14h de Tiradentes. Informações: (32) 3371-8485.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600