Em fase de divulgação, Fiemg Lab acelerará startups, spinoffs e empresas de base tecnológica


Divulgação
Com a missão de acelerar mais de 100 negócios em Minas Gerais, o Fiemg Lab – Novos Negócios é a demonstração de que a Fiemg está mais que atenta ao efervescente ecossistema de startups e tecnologia em Minas Gerais. O programa foi apresentado internamente aos funcionários da entidade nesta quinta-feira, em um encontro que reforçou a importância da inovação para a economia mineira.

“É preciso conhecer e valorizar quem é capaz de implementar ideias inovadoras. A Fiemg tem a obrigação de estar à frente desse processo”, reconheceu Olavo Machado Junior, presidente da entidade. É a primeira federação de indústrias que abre um programa de aceleração no país, o que demonstra a atenção da Fiemg com as novas formas de se empreender.

O Fiemg Lab é voltado para três públicos: empresas de base tecnológica, spinoffs e startups. As primeiras são as equipes acadêmicas envolvidas em pesquisas e novas tecnologias; já as spinoffs são braços de empresas já estabelecidas que estão focados em um modelo inovador e serviços tecnológicos; e as startups que o programa pretende atingir são aquelas que já atingiram algum grau de maturidade, especialmente se já tiverem passado por outras acelerações.

“Permitiremos que mais empreendedores possam levar seu modelo de tecnologia e inovação para o mercado”, destacou Fabio Veras, gestor do programa e assessor da presidência. “A entidade abraçará os participantes com seus recursos, que incluem conexões internacionais, contatos com possíveis parceiros, fornecedores e clientes, além de vantagens no acesso ao edital de inovação Sesi-Senai. É um programa bem completo e robusto”, explicou.

O Fiemg Lab não é a primeira iniciativa da Fiemg no ecossistema de startups e inovação – o Laboratório Aberto do Senai e o edital Sesi-Senai de inovação já geram bons resultados há algum tempo. Mas o programa marca uma entrada mais firme da entidade na área, com investimentos e recursos significativos que podem transformar o atual cenário mineiro. Ainda assim, não é ambição da Fiemg roubar o protagonismo dos empreendedores: “Nós não somos os personagens principais. Entendemos que a Fiemg faz parte de um ecossistema de startups e nós somos catalisadores desse processo de inovação. Nosso desafio é esse”, completou Fábio Veras.

 

Saiba mais sobre o programa aqui.


COMENTÁRIOS