SIGA O EM

Jovem transforma herança gastronômica familiar em negócio lucrativo em BH

A estudante de direito Carolina Coscarelli Vaz de Mello, de 20 anos, aproveitou os dons culinários para ganhar dinheiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/09/2015 11:32 / atualizado em 21/09/2015 19:51

Andréa Silva / Aqui

Jair Amaral/EM/D.A Press

Receitas divinas de doces e bolos passadas de geração inspiraram uma jovem de Belo Horizonte a montar uma empresa com apoio da mãe e da avó. Com menos três meses, a Chocake, idealizada pela estudante de direito Carolina Coscarelli Vaz de Mello, de 20 anos, já é grande sucesso. À frente da linha de produção está Gina Antonini Coscarelli, de 52, a mãe. E, as delicias preparadas por Gina, que ela aprendeu com a mãe Diva Antonini Coscarelli, de 87, estão conquistando cada vez mais clientes.

Entre as gostosuras, que dão água na boca estão bolos no potinho, cupcakes, brownie, palha italiana, pães de mel e maravilhosos nakeds – bolos em camada, sem cobertura, decorados com frutas e recheios.

Além de atender os pedidos por encomendas, com ajuda das publicações nas redes sociais, como facebook e Instragram, mãe e filha resolveram apostar também numa food bike. Toda as quartas-feiras, elas carregam o baú do triciclo e vendem seus deliciosos produtos às pessoas que passam pela Rua Piauí, no Funcionários, Região Centro-Sul de BH. Além disso, os serviços da food bike podem ser contratos para aniversários infantis, festas de debutantes, casamentos e eventos diversos.

Carolina conta que a mãe sempre preparava os bolos e doces das festas da família, e aos 16 anos, a jovem teve a ideia de vender cupcakes para os colegas da escola. Ela levou um de presente para um amigo e quem viu, aprovou e fez encomenda. “O pessoal gostou tanto, que depois de duas semanas dava fila na minha sala de alunos de outras turmas que queriam comprar os bolinhos. Vendia uma média de 30 por dia e com o dinheiro paguei a festa da minha formatura”, diz.

Carolina diz que desde então os pedidos de bolos e doces não pararam. Enquanto a mãe prepara, ela e a avó ajudam a embalar. No início do ano, a jovem decidiu que era hora de expandir os negócios. Pesquisou sobre food trucks, mas como investimento era alto demais, começou a fazer levantamentos sobre as fook bikes, que tinham os preços mais em conta. Em abril ela e a mãe compraram o triciclo, que veio de São Paulo, e mandaram customizá-lo nas cores da logomarca da Chocake.

Em julho, depois de fazer o registro de Micro Empreendedor Individual (MEI), a família fez o lançamento do empreendimento.

História como as de Carolina, que com a ajuda da mãe Gina e da avó Diva montou um negócio de sucesso, são inspirações para quem está pensando em ser dono do próprio empreendimento. O Sebrae tem equipe especializada que pode ajudar a tornar esse sonho em realidade.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600