Mensalidade em escolas particulares de BH vai subir 13%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 12/12/2011 07:21

Zulmira Furbino

Beto Novaes/EM/D.A/Press
As mensalidades escolares das escolas privadas de Belo Horizonte para 2012 serão reajustadas, em média, entre 8% e 12%, segundo o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep), mas já há estabelecimentos de ensino que ultrapassaram essa marca, chegando a 13%. O percentual é o dobro do índice de inflação previsto para o ano, de 6,5%. A disparada nos preços é justificada pelas escolas por conta do dissídio dos professores e do aumento de custos em geral nos estabelecimentos de ensino. Pesquisa do site Mercado Mineiro mostra que no primeiro ano do ensino médio as mensalidades foram reajustadas em até 11,64% entre 2011 e 2012. Já no segundo ano do ensino médio, a elevação de preços foi de 11,61%. O menor aumento do preço médio da mensalidade escolar entre este ano e o próximo foi encontrado na 1ª série do ensino fundamental, com alta de 9,15%.


O empresário Alexandre Salvador, pai de Bruno Salvador, 5 anos, e de Arthur Salvador, 2 anos, sentiu no bolso o peso do aumento da mensalidade. Tanto que adiou a entrada do filho mais novo na escola para o segundo semestre do ano que vem. “Este ano paguei R$ 1.263 ao mês, mais R$ 160 de merenda. O reajuste para o ano que vem foi de 13%”, justifica. Isso quer dizer que a matrícula para 2012 ficou em R$ 1.427,19. Segundo ele, o susto foi tanto que os pais dos alunos pediram à escola que mandasse as planilhas dos custos da instituição de ensino. “Queríamos saber a razão de os preços terem aumentado tanto. Eles explicaram que isso ocorreu por causa do aumento dos salários dos professores, do aluguel e dos custos de escritório e papelaria.”


“Os pais de alunos que estudam em redes de escolas particulares de Belo Horizonte devem ficar atentos aos valores cobrados pela mensalidade escolar. Os preços variam até 176,09% da 1ª à 5ª série do ensino fundamental”, alerta Feliciano Abreu, diretor do Mercado Mineiro. Segundo ele, os pais que desejam matricular seus filhos em uma dessas séries podem encontrar mensalidades que vão de R$ 380,91 a R$ 1.051,66. Na 6ª, 7ª, 8ª e 9ª séries, os valores das mensalidades variam de R$ 428,30 a R$1.108,65, ou seja, 158,84%. Já o 1° ano do ensino médio registrou uma diferença de preços de 1.22,16%, saindo de R$ 511,00 e chegando a R$ 1.135, 26. A mensalidade do 2° ano do ensino médio pode custar entre R$ 511,00 e R$ 1.173,32, com variação de 129,61%. Já o 3° ano apresentou variação de 111,64%, com o menor preço de R$ 561,00 e o maior R$ 1.188,00.


“É importante notar que a qualidade de ensino e de infra-estrutura pode influenciar nos preços, assim como a metodologia aplicada por cada escola. Aconselhamos que os pais dos alunos e que os próprios alunos optem por uma instituição que ofereça qualidade no ensino, estrutura e profissionais capacitados”, orienta Abreu.