Bancários fazem ato de greve em Belo Horizonte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 29/09/2010 09:32 / atualizado em 29/09/2010 09:42

Cecilia Kruel /Estado de Minas

Beto Magalhaes/EM/D.A Press - 08/10/2008
Os bancários de Belo Horizonte e região aderiram à grave nacional por tempo indeterminado iniciada nesta quarta-feira. Segundo o secretário do Sindicato dos Bancários de BH e Região, Vagner Nascimento, uma manifestação acontece a partir de 12 horas, em frente a agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Rua Carijós, próxima a Rua Espirito Santo, no Centro da capital.

Ainda não há números oficiais da paralisação, mas de acordo com o secretário, a previsão é de paralisação em 82 cidades envolvendo Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica e outros. Além de Minas Gerais, outros 23 estados, mais o Distrito Federal, optaram pela greve.

Os trabalhadores das instituições financeiras pleiteiam reajuste salarial de 11,5%, participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários mínimos mais R$ 4 mil, vale-refeição, cesta alimentação e auxílio-creche/babá nos valores de um salário mínimo.

Outro lado

A Fenaban informou nesta quarta-feira que está disposta a voltar à mesa de negociações. A proposta inicial continua sendo reajuste de 4,29%, correspondentes aos índices da inflação, apresentado em reunião no último dia 22. Porém, representantes da federação afirmaram que a proposta pode alcançar 8% de aumento real, com salários, pisos, benefícios e Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Histórico

A decisão de paralisação foi tomada nessa terça-feira por cerca de 500 funcionários dos bancos que se reuniram na assembleia geral da categoria, promovida na sede do Sindicato dos Bancários de BH e Região, que além da região metropolitana engloba 15 cidades do interior de Minas.

Segundo a categoria, as negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), braço da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que negocia com os trabalhadores, não avançaram depois de mais de 30 dias.